8 mulheres em 1º lugar - Feito Brasil
FRETE GRÁTIS NAS COMPRAS ACIMA DE R$ 110,00

8 mulheres em 1º lugar

“A vida de uma mulher é feita de três vidas: aquela que se diz que ela teve; aquela que ela bem poderia ter tido; aquela que ela teve, de fato, e não será conhecida jamais”, declarou a escritora Bernadette Lyra. Essa “terceira vida” é recheada de histórias viscerais que, muitas vezes, carregam a própria história da humanidade dentro delas.

Em homenagem ao 8 de Março*, a feito brasil selecionou 8 mulheres pioneiras, para contar à vocês um outro lado da história (o das mulheres).

 

Marie Curie

A cientista polonesa do Séc. XIX realizou diversas pesquisas nos campos da química e da física, sendo responsável pela descoberta do elemento Rádio e da energia radioativa. Em 1903, Marie Curie se tornou a primeira mulher a receber o Prêmio Nobel de Física e anos mais tarde o Prêmio Nobel de Química, tornando-se assim a única pessoa que acumulou 2 prêmios Nobel em diferentes categorias científicas.

 

Maud Wagner

A primeira tatuadora do mundo nasceu no Kansas, em 1877, e rompeu padrões sociais em uma época na qual a tatuagem era extremamente rejeitada. A artista circense se envolveu com a arte da tatuagem e a praticou até o fim da vida, quando passou o legado para a filha Lovetta Wagner.

 

Jackie Joyner-Kersee

Recordista mundial em salto em distância, e campeã de heptatlo, foi considerada a maior atleta do Séc XX e se tornou ícone dos Jogos Olímpicos, pelo acúmulo de prêmios. Ganhou três medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze em disputas consecutivas.

Jackie Joyner-Kersee

 

Maya Angelou

Mulher negra do sul segregado dos Estados Unidos, foi pioneira em praticamente tudo o que fez. Mãe solteira na década de 1950, primeira mulher a trabalhar como motorista de ônibus em São Francisco – Califórnia. No caminho das artes, foi a primeira roteirista e diretora negra de Hollywood, antes de seguir carreira literária, onde consagrou-se como professora, escritora e poeta.

 

Elspeth Beard

Nos anos 1980, aos 24 anos, Elspeth Beard subiu em sua moto para uma viagem sem previsão de volta, se tornando a primeira mulher a sair para dar a volta ao mundo sozinha. Em seu roteiro passou pela América do Norte, Europa, Ásia, Oriente Médio e Oceania, além de muitas outras viagens que realizou depois.

 

Antonieta de Barros

Professora de Português e Literatura, jornalista e ativista pelos movimentos das mulheres e da população negra, Antonieta se envolveu em projetos culturais e sociais diversos, até se tornar a primeira deputada do estado de Santa Catarina e primeira negra na política nacional. Seus projetos foram sempre voltados para a educação e para melhorias na vida das populações carentes.

Rita Lobato

A primeira médica brasileira se formou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, quando as universidades ainda eram espaços exclusivamente masculinos. Rita enfrentou a hostilidade dos colegas e professores e se especializou em Ginecologia e Pediatria.

Annie Lumpkins

Com apenas 18 anos, Annie foi a mais jovem ativista pelo sufrágio feminino e pelos direitos da população negra nos Estados Unidos, entre os anos 1950 e 1960. Junto aos Freedom Riders viajou por diversas cidades e estados militando pelo que acreditava. Glória Girls!

 

 

*O dia 8 de Março celebra a força das mulheres, e tem como referência as greves da indústria têxtil e o famoso incêndio de 1911, responsável pela morte de mais de 100 trabalhadoras.

Share this post



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *