5 filmes brasileiros para você não deixar de assistir - Feito Brasil
FRETE GRÁTIS NAS COMPRAS ACIMA DE R$ 110,00

5 filmes brasileiros para você não deixar de assistir

Ainda que não haja o reconhecimento devido do público, muito porque o acesso aos filmes nacionais é uma batalha eterna entre distribuidoras e exibidores, não dá para negar que o cinema brasileiro passa por uma onda criativa admirável. País de cultura plural e diversificada, toda essa riqueza também reflete nas obras audiovisuais produzidas por aqui, narrando histórias envolventes e costumes próprios de determinada região.

Abaixo, listamos 5 (ótimos) filmes brasileiros recentes que posiciona a nossa cinematografia como uma das mais versáteis e interessantes do mundo.

Tatuagem (2013)

filme-tatuagem

Ambientado no Recife em 1978, durante a Ditadura Militar, “Tatuagem” é protagonizado por Clécio Wanderley, o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. Um dia, o cunhado de uma das estrelas do coletivo visita o Chão de Estrelas e fica encantado com o universo lúdico e sexual do espaço. O tal cunhado é um jovem soldado militar que mora no quartel e não demora muito para que dilemas surgem em seu caminho, como a escolha da profissão e a própria sexualidade.

filme-tatuagem-cena
Porque é bom?
Filhote dos filmes da Boca do Lixo, “Tatuagem” é um filme poderoso que se esbalda em ousadia e é um grande elogio ao espírito libertário, sem amarras aos padrões estabelecidos pela sociedade. Dirigido com uma energia contagiante por Hilton Lacerda, ainda faz um paralelo entre a expressão artística com a repressão da ditadura, desarmando qualquer resquício de intolerância. Uma obra triunfante.

O Som ao Redor (2013)

o-som-ao-redor-filme

Também ambientado no Recife, mas agora nos dias atuais, “O Som ao Redor” é um filme-mosaico que se passa em uma vizinhança de classe média na zona sul recifense. A trama adentra casas e mansões desses moradores, mostrando a convivência entre eles e como reagem quando se deparam com algumas adversidades, travando uma verdadeira zona de guerra em um local aparentemente tranquilo.

som-ao-redor-divulgacao
Por que é bom?
O longa joga um olhar clínico e feroz sobre a violência no meio urbano e, imbuído de inteligência, coloca o dedo na ferida do status quo brasileiro, ressaltando uma crítica social sobre diversos problemas atuais do país: desigualdade social, intolerância, desemprego, etc. O cineasta Kleber Mendonça Filho faz de “O Som ao Redor” um raio-X preciso de uma sociedade indisposta a evoluir.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)
hoje-eu-quero-voltar-sozinho
Em “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, somos apresentados a Leonardo, um adolescente cego que tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir no garoto, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Dirigido pelo jovem Daniel Ribeiro, trata-se da adaptação do curta-metragem “Eu Não Quero Voltar Sozinho”, que fez muito sucesso no YouTube. O longa também teve desempenho satisfatório entre os espectadores, sendo o escolhido pelo Brasil a representar o país no Oscar 2015.

hoje-eu-quero-voltar-sozinho-cena
Por que é bom?
Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” retrata um lindo rito de passagem de um garoto, Leonardo, que não sabe muito bem o que fazer com a sua vida. A forma com que o diretor ilustra todas essas questões, com admirável frescor e sensibilidade, é que dá o toque especial para a produção. Ademais, o tema da homossexualidade é incluso na trama e o quão incrível não é perceber quando um filme, em uma cena bastante representativa, vence o preconceito com um simples gesto de afeto. Um filme para ficar na memória.

O Lobo Atrás da Porta (2014)
o-lobo-atras-da-porta-filme
Inspirado no caso policial “A fera da Penha”, ocorrido no Rio de Janeiro, o elogiado “O Lobo Atrás da Porta” é um thriller eficiente como pouco se viu no cinema brasileiro. Interrogados na delegacia sobre o sumiço de uma garotinha, três personagens dão depoimentos que vão tecendo uma trama de amor passional, obsessão e mentiras que levará a um final completamente inesperado.

o-lobo-atras-da-porta-cena
Por que é bom?
O conto de vingança de “O Lobo Atrás da Porta” parece ter saído das páginas de Nelson Rodrigues. O filme marca a estreia do jovem Fernando Coimbra no cinema e, além das atuações impecáveis – com destaque à atriz Leandra Leal –, o mais interesse é acompanhar os desdobramentos do mistério central do filme e observar como um roteiro bem engendrado, coerente e com tudo no lugar pode nos fazer desconfortável sem muito esforço.

Que Horas Ela Volta?
que-horas-ela-volta
Regina Casé interpreta a empregada doméstica Val no comovente “Que Horas Ela Volta?”, da diretora Anna Muylaert. Trabalhando há anos em uma casa de classe alta em São Paulo, Val é surpreendida com a ligação da filha adolescente, Jéssica, que está indo para a capital paulista prestar vestibular. O clima da casa muda quando a garota chega, causando desconforto nos moradores.

que-horas-ela-volta-cena
Por que é bom?
Que Horas Ela Volta?” discute duas temáticas com propriedade, optando pela sutileza na abordagem em vez de propor qualquer tipo de didatismo: a relação patrão/empregado é evocada nas diferenças cotidianas e naturalizadas entre Val e a proprietária da casa, Bárbara, e a questão da maternidade, a troca de papeis e como os personagens lidam com feridas abertas. As qualidades de “Que Horas Ela Volta?” são autenticadas pelos os prêmios recebidos nos festivais de Sundance, Berlim e a recente candidatura ao Oscar 2016. Cruzemos os dedos!

Conheça nossos produtos inspirados na cultura do Brasil!

gomagem-corporal Limpeza-facial sabonete-refrescante

Share this post



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *